Como funciona o sistema de arrefecimento do motor? | Toyama

Como funciona o sistema de arrefecimento do motor?

Compartilhar

Processo protege e ajuda a melhorar o rendimento de equipamentos a combustão

Controlar a temperatura do motor é essencial para proteger o funcionamento do equipamento e prolongar sua vida útil. Esta função tão importante é realizada pelo sistema de arrefecimento do motor, que evoluiu ao longo do tempo para se tornar ainda mais eficiente.

Quer saber mais sobre o assunto? Então confira o material que a Toyama preparou para você a seguir!

Conhecendo o sistema de arrefecimento

O sistema de arrefecimento é responsável por manter o motor do seu equipamento a combustão em temperatura ideal de funcionamento. O trabalho é fundamental, já que o motor esquenta muito com as explosões da queima do combustível.

Portanto, é responsabilidade do sistema de arrefecimento manter as partes internas refrigeradas o suficiente para que as peças não derretam, mas não muito frias, a ponto de prejudicar o funcionamento do motor.

Evolução do sistema

Em motores mais antigos existia somente a preocupação de dissipar o calor do motor. Porém, com a evolução dos sistemas de arrefecimento, os motores passaram a aproveitar a energia térmica gerada pela combustão para melhorar seu desempenho e durabilidade.

Esta evolução só foi possível a partir da adoção de um sistema de controle de temperatura mais estável, presente em grande parte dos equipamentos motorizados da atualidade.

Arrefecimento em geradores a combustão

O arrefecimento de grandes geradores ocorre em circuito fechado e pressurizado. A água circula no interior do motor do gerador, capta parte do calor gerado pela combustão e troca a temperatura com o ambiente externo.

Conheça as linhas de Geradores e Big Geradores da Toyama!

Ao ligar o equipamento, o motor inicia a bomba d’água, que alimenta o sistema de arrefecimento e contribui para controlar a temperatura do motor. Seu funcionamento é fundamental para a saúde do equipamento, já que faz com que o motor trabalhe sempre na temperatura ideal.

Desta forma, o motor aumenta sua durabilidade e apresenta menor desgaste e atrito, além de gerar maior economia de combustível e potencializar seu desempenho.

Cuidados com o Líquido do Arrefecimento

Para manter seu equipamento bem refrigerado e funcionando corretamente, você precisa seguir alguns cuidados específicos com o líquido de arrefecimento.

  • Não misture cores e tipos de aditivos;
  • Não misture produtos com bases diferentes ou de fabricantes distintos;
  • Siga a proporção recomendada. A utilização de proporções maiores ou menores do que a recomendada pode ocasionar superaquecimento do sistema e danificar o motor;
  • Se for necessário completar o líquido de arrefecimento utilize o mesmo produto nas mesmas proporções de diluição usadas anteriormente. A mistura deve ser feita em um recipiente separado e só então adicionado ao sistema de arrefecimento;
  • Não utilize água de torneira na diluição, já que ela contém cloro, sais minerais e outras substâncias que podem danificar o sistema de arrefecimento do motor;
  • Use sempre água deionizada, que passa por um processo de remoção de impurezas, minerais e metais pesados;
  • Utilize líquido de arrefecimento a base de etilenoglicol (40%), recomendado para todos os motores Toyama refrigerados a água. 

Gostou de conhecer mais sobre o sistema de arrefecimento do motor? Então aproveite para acessar o site da Toyama e conheça a nossa linha completa de Motores e produtos motorizados!

Assine nossa newsletter e tenha acesso a novidades exclusivas!