Seja o vizinho da grama mais verde | Toyama

Seja o vizinho da grama mais verde

Compartilhar

Como acabar com ervas daninhas

 

Você sempre sonhou em ser o vizinho da grama mais verde? Então se liga nessas dicas que preparamos para você deixar seu gramado cada vez mais bonito.

Se você ainda não tem um gramado o primeiro de tudo é escolher o tipo de grama para o seu jardim, alguns deles são:

Grama Esmeralda: para jardins que pegam muito sol. As folhas são bem verdes e finas, podendo ser pisada de leve.

Grama Japonesa: Também chamada de grama coreana, é recomendada para o paisagismo. Não deve ser pisoteada por pessoas ou animais.

Grama Santo Agostinho: Para regiões onde chove muito e com proximidade ao litoral. As folhas são verde escuras e delicadas.

Grama São Carlos: Para jardins sombreados. As folhas são largas e escuras, resistentes à pragas, porém são sensíveis à falta de água.

Agora que você escolheu o tipo de grama, o primeiro passo é cuidar do local de plantio! O local onde a grama será plantada precisa primeiramente ser nivelado, adubado. Torneiras para irrigação também serão necessárias. É recomendado também que você meça o local para saber exatamente a quantidade de grama que será comprada de maneira que não sobre nem falte.

Após plantada a grama, é preciso uma série de cuidados:

1- Molhe a Grama

A grama é resistente, mas temos que prestar atenção em sua saúde. Se não chove há dias, provavelmente você terá que molhar. Se a terra estiver seca e as folhas estiverem se fechando, é sinal de que você precisa molhar o gramado. É preciso bastante água, mas não vá exagerar!

2- Qual o horário ideal para regar?

Ao contrário do que muitos pensam, não é só chegar e jogar água em qualquer horário. Se você molhar a grama ao meio-dia, provavelmente ela irá secar devido ao forte sol deste horário. Também não é recomendado molhar a grama à noite, pois a umidade estará presente por muitas horas e isso aumenta a incidência de pragas.O recomendado é molhar a grama de manhã cedo, mais ou menos no horário das 7 às 09h30. Nesse horário o sol não é muito forte e o gramado poderá absorver melhor a água.

3- Corte a grama

Se tem algo que pode fazer a diferença na saúde da grama é o corte! Geralmente a grama deve ser cortada uma vez por semana no verão, e duas vezes por mês no inverno, claro, dependendo do tipo de grama. Gramas como a Esmeralda, por exemplo, podem ser cortadas 1 vez por semana em qualquer estação. Mas atenção, corte apenas ⅓ da altura de sua grama, de modo que sua parte branca não apareça e ela cresça com saúde.

4- Tenha um bom cortador de grama

Para cortar a grama, você precisa de um cortador de grama de qualidade e que facilite o seu trabalho. Lembre-se, cortar grama tem que ser um trabalho prazeroso e para isso a Toyama tem ao seu dispor uma linha de cortadores de grama com motor a gasolina de fácil manuseio, com diversas opções de regulagens de corte, saída lateral ou reservatório para armazenar a grama cortada. Além disso, nossa linha proporciona segurança e conforto, sendo desenvolvidos com alavancas de segurança que ao serem soltas, interrompem a ação do motor imediatamente. Possuem guidões projetados ergonomicamente para que seu trabalho seja confortável. Confira: http://bit.ly/CortadoresToyama

5- Adquira terra de boa procedência

Ao adquirir terra para o seu jardim, certifique-se de que ela é de boa qualidade. Terra de procedência duvidosa pode estar contaminada com sementes de ervas daninhas e pragas que podem transformar seu sonho de uma grama verde e bonita em um verdadeiro pesadelo.

6- Combata as Ervas Daninhas

Assim como nas hortas e plantações do agronegócio, existem ervas daninhas que, se não forem combatidas, podem se espalhar por todo o gramado e comprometer sua saúde. Existem dois meios de fazer isso:

Com Herbicidas: São produtos químicos que matam as ervas daninhas. Devem ser indicados por um agrônomo após análise de uma amostra das ervas daninhas a serem combatidas. No entanto, esse produto é tóxico e requer precauções no momento da aplicação.

Com as mãos: Sim, arrancando uma por uma das ervas daninhas encontradas. Ao fazer isso, tome cuidado para não acabar espalhando possíveis sementes na terra e lembre-se de sempre de removê-las juntamente com as raízes. Uma boa dica é arrancar a erva assim que você a ver, evitando que ela se espalhe.

7- Adube seu gramado uma vez por ano

Uma vez por ano, é recomendável espalhar uma camada de terra adubada em seu gramado. A melhor época para isso é no início do inverno. Isso aumentará a saúde e a força da grama. Além da terra adubada, existem também dois tipos de adubos:

Adubo Químico: São compostos obtidos em extração de minerais ou no processo de refinação de petróleo. São fortes fertilizantes que penetram aos poucos no solo com as irrigações até atingirem as raízes. Seu manuseio é fácil, a absorção é rápida, porém, seu efeito não é duradouro, precisando ser reaplicado a cada 3 ou 4 meses.

Adubo orgânico: São feitos de produtos de origem animal, na maioria das vezes de seus dejetos. A absorção é lenta, devido a sua natureza orgânica, mas seu resultado é duradouro e devemos considerar que é uma opção de sustentabilidade que transforma os resíduos em algo boa utilidade e qualidade.

Os cuidados com o seu gramado não só agradam aos olhos dos vizinhos, mas também à sua saúde e a de sua família. Lembre-se que a Toyama é sua aliada e possui uma linha de Floresta & Jardim totalmente à sua disposição para facilitar os cuidados com seu jardim.

Assine nossa newsletter e tenha acesso a novidades exclusivas!