Como acabar com as ervas daninhas | Toyama

Como acabar com as ervas daninhas

Compartilhar

As ervas daninhas são quaisquer ervas que crescem sem a ajuda do homem, sendo o pesadelo de qualquer um dos pequenos jardineiros e agricultores. Mas por quê? Simples. As ervas daninhas disputam os nutrientes da terra e a água com as outras plantas que você está cultivando e desta maneira muitas vezes atrapalham seu desenvolvimento. Isso pode significar prejuízos econômicos quando o intuito da plantação é a venda.

Por isso, os agricultores e jardineiros constantemente limpam suas plantações para que as ervas daninhas não prejudiquem suas plantas e elas cresçam melhor, mais rápido e com saudavel. O grande problema é que não há como acabar de vez com elas, pois depois de um tempo elas sempre voltam, pois nascem de forma natural.

Quando estamos falando de gramados, a prevenção pode ser feita o mantendo em boas condições, fornecendo os nutrientes necessários e realizando os cortes regulares com seu cortador de grama Toyama, de maneira que ele fique mais forte e denso, o que não irá deixar espaço para a proliferação de outras plantas além da grama.Veja mais informações sobre gramados em nosso texto (inserir o link do texto Seja o Vizinho da Grama mais Verde).

Existem métodos eficazes para eliminar as ervas daninhas, mas tenha em mente que nem um deles é para sempre e elas voltarão, fazendo-se necessária uma constante manutenção de sua terra, para que elas não cresçam, se multipliquem e tragam com elas os prejuízos. Então vamos lá:

1- Remoção Manual

O método mais antigo e mais sofrível para quem faz. Você simplesmente vai arrancando manualmente todas as ervas daninhas do terreno, certificando-se de remover a erva junto com sua raíz, porque se a raiz ficar na terra a erva tornará a crescer e dessa vez mais forte, pois é como se ela estivesse sendo podada.

Quando a plantação é pequena, como uma horta ou um jardim, não demora tanto, mas não pense em limpar uma grande campo manualmente. Neste caso você pode usar outro método antigo: uma enxada. Isso torna a remoção um pouco mais rápida, mas menos precisa, caso você precise limpar entre os canteiros poderá acabar arrancando uma de suas plantas.

Sempre que você notar uma erva diferente crescendo em sua plantação, arranque antes que ela cresça e semeie. Se isso virar um hábito, certamente irá diminuir a quantidade de ervas daninhas em seu terreno.

Tenha em mente que isso é um processo lento, e perigoso para sua saúde. Se você quiser fazer desta maneira, use materiais de segurança como luvas protetoras, protetor solar, chapéu e roupas longas tais como camisetas de manga comprida, calças e botas. A exposição ao sol por muito tempo pode desenvolver Câncer de Pele.

2- Herbicidas

Tendo em mente que o arranque manual e/ou as carpidas são processos trabalhosos e demorados, a maioria dos agricultores utilizam os Herbicidas. Elas são compostos químicos que matam as ervas daninhas, sendo misturados com água em uma determinada proporção e borrifados na terra com um pulverizador, como por exemplo o Pulverizador Costal  Toyama TS26BX. Geralmente as Herbicidas devem ser indicadas por um Agrônomo, pois se utilizados indevidamente, podem causar danos à sua saúde e à sua plantação.

A pulverização poupa tempo e esforço e se usados de maneira correta, podem não prejudicar suas plantações ou gramado. Os Herbicidas mais usados são os residuais, que são aplicados na terra e duram por muitos meses, mas existem outros tipos de herbicidas, como os de contato, que matam as folhas que tocam, não atingindo a terra e os sistêmicos que são aplicados diretamente nas plantas e absorvidos por elas.

Se você deseja utilizar Herbicidas, consulte um Agrônomo e siga suas instruções cuidadosamente, pois são nada mais nada menos do que VENENO e podem te intoxicar e até matar.

3- Mulching

Também conhecido como monda é o espalhamento de matéria orgânica sobre o solo que deve ter sido limpo. Esse processo impede que as ervas daninhas cresçam e ainda melhora a qualidade e fertilidade da terra.

Para esse processo, geralmente são usados restos de matagal cortado, folhas, ou turfa.

4- Métodos Caseiros

Como o ser humano sempre encontra um jeito para tudo, foram descobertos métodos caseiros para o combate às ervas daninhas. Todos os métodos listados a seguir são não tóxicos:

Água Fervente: Regue as ervas daninhas com água fervendo, com cuidado para não atingir as plantas cultivadas e elas acabarem morrendo também.

Sal: Possui ação herbicida no pedaço de terra onde é espalhado. É muito útil se você não quer que cresça nenhuma espécie no local.

Vinagre: O vinagre mata as folhas da planta, porém não atinge as raízes. Recomendamos esse método para as espécies jovens, pois elas não têm força para regenerar suas folhas e voltarem a se desenvolver.

Farinha: Por incrível que pareça, a farinha de milho possui ação herbicida natural muito potente. Após espalhar no local, ela inibe a germinação das sementes de ervas daninhas.

Agora você já sabe muitos métodos para combater essa ameaça para suas plantações. Escolha o que melhor lhe agrada e mãos à obra! E não esqueça de contar com toda a linha de produtos Toyama, das linhas Agrícola e Floresta & Jardim para facilitar o seu trabalho pesado.

Assine nossa newsletter e tenha acesso a novidades exclusivas!